A história de Martha
BY MARCIO ALVAREZ-SILVA

Era mais uma manhã rotineira na vida de Martha, 65 anos. Ela sempre acordava as 7h00, para preparar o café da manhã com a ajuda de ser marido Jonathan, 66 anos. Hoje eles vivem muito felizes em sua casa no subúrbio. Durante o café da manhã sempre conversam animados sobre os planos daquele dia. Falam sobre seus dois filhos e netos. Talvez fazer uma visita, talvez fazer compras.

pink-ribbon-3715345_1920.jpg

Durante o tratamento do câncer de mama de Martha, a rotina do casal era bem diferente.

O câncer havia invadido suas vidas sem aviso quando Martha tinha apenas 40 anos. Ao se apalpar percebeu um nódulo na mama direita e mesmo sendo ainda jovem, imediatamente procurou um médico para fazer os exames. Repentinamente a vida daquela dona de casa sofreu uma reviravolta inesperada. Por que justamente ela tinha que ter sido tocada por aquela doença? Parecia que o mundo parou de girar e que seus pés não tocavam mais o chão.

Martha ficou completamente atordoada quando foi diagnosticada com câncer de mama em estádio II.

Eu conheci o casal que trabalhavam como voluntários em um Centro de Tratamento de Câncer. Foi quando a Sra. Martha me contou sua história e me confidenciou que o diagnóstico de câncer foi para ela o momento mais difícil de sua vida.

Logo depois do diagnóstico, o casal dormia e acordava apenas pensando no câncer. Estavam temerosos sobre a doença, sobre o tratamento, e sobre o futuro.

A Sra. Martha me disse que foi um momento de grande angústia. Tinha seus filhos gêmeos que estavam se preparando para ingressar em uma Universidade. Tudo aquilo não poderia estar acontecendo naquele momento. Seu marido estava trabalhando bastante para pagar a hipoteca e os estudos dos filhos.

Tudo que para a família era importante, passou a ficar irrelevante perante a doença.

O Sr. Jonathan me disse que toda a família se reuniu em volta da mesa de jantar e conversaram muito. Todos juntos iriam lutar contra o câncer. A Sra. Martha não estaria sozinha nesta batalha.

Seus filhos foram trabalhar para que seu pai pudesse acompanhar a mãe no Centro de Tratamento de Câncer, assim o Sr. Jonathan teria mais tempo para estar com sua esposa nas sessões de quimioterapia, que se iniciaram logo após a cirurgia de mastectomia.

O Sr. Jonathan me disse com um certo orgulho que esteve do lado de sua esposa durante todo o tratamento. Isso fortaleceu muito o relacionamento deles. Mesmo nos momentos mais difíceis, quando a Sra. Martha teve depressão por achar que não iria conseguir, ou por sentir revolta por ter sido tocada pela doença tão jovem ainda. Seu marido nunca saiu do seu lado.

A Sra. Martha perdeu a mama direita, que foi reconstruída. Perdeu os cabelos, que voltaram a crescer. Em muitos momentos perdeu o otimismo. Entretanto ela nunca perdeu a vontade de se curar.

A Sra. Martha nunca cogitou desistir do tratamento. Nunca faltou a uma sessão de quimioterapia. Sempre com seu marido ao seu lado, segurando sua mão.

Os filhos e marido foram um suporte fundamental da Sra. Martha durante o tratamento do câncer.

Após um longo processo de tratamento, e mesmo com os acompanhamentos periódicos para monitorar a doença, a Sra. Martha se sente renovada pela chance que teve de poder lutar contra o câncer e vencer. Ela foi a vitoriosa.

Nesses 25 anos o casal tem visitado periodicamente o Centro de Tratamento de Câncer. Depois do tratamento o casal passa seu tempo junto aos outros pacientes, como voluntários, dando todo o suporte emocional e contando sua história de superação, para os pacientes que não tem a mesma sorte de ter tido uma família que os apoiasse.

Seus filhos voltaram a estudar depois que a Sra. Marta finalizou seu tratamento, inclusive um deles fez a Faculdade de Medicina e trabalha naquele Centro de Tratamento de Câncer.

Ter conhecido esse casal foi uma experiencia muito positiva.

Existem muitos voluntários como eles, que enfrentaram a doença e a venceram. Hoje estão curados e buscam dar todo o apoio aos pacientes ainda em tratamento, compartilhando suas experiencias pessoais.

A Sra. Martha mostrou que é possível vencer o câncer e tem ajudado muitos pacientes com sua história de vida.

Compartilhe sua história conosco.

This article was published in Understanding Cancer magazine, April 22, 2019.